Turma Barão de Teffé
Retorna à página principal Retorna à página principal

Passagem do planeta Vênus pelo disco solar em 1882

Observação de VênusA figura ao lado mostra o Barão de Teffé em missão do Observatório Nacional para observar a passagem do planeta Vênus pelo disco solar em 6 de dezembro de 1882 - Estação da Ilha de São Thomás, Antilhas.

A passagem (ou trânsito) de Vênus entre o Sol e a Terra, exatamente diante do disco solar, é um evento muito especial que ocorre em intervalos de 105,5 ou 121,5 anos, aos pares, com um segundo trânsito ocorrendo 8 anos após o primeiro. Nessas raras ocasiões, é possível observar o planeta cruzar o disco solar de leste para oeste, como um pequeno círculo, enegrecido pelo ofuscamento causado pela intensa luz solar.

O evento ocorreu pela última vez em 1882 e gerou grande expectativa no mundo todo, pois tornaria possível determinar a distância da Terra ao Sol — hoje aferida por instrumentos mais modernos em 149.597.890 km. Uma vez obtida essa distância com precisão, seria possível calcular o tamanho do Sistema Solar e a distância de estrelas próximas.

Desse modo, no Brasil, formaram-se duas comissões: uma sob o comando do Capitão-de-Fragata Saldanha da Gama, acompanharia o fenômeno da região subantártica do Estreito de Magalhães; e a outra, com Teffé no comando, seguiria para a Ilha São Tomás, nas Antilhas. Registrados todos os dados num volumoso relatório, as conclusões foram posteriormente conferidas com as obtidas pelos cientistas da Academia de Paris . Coincidindo todas.

Passagem de Vênus em 08/06/2004Repetição do evento em 2004
Em 8 de junho de 2004, novamente ocorreu o trânsito de Vênus pelo disco solar (Fig. 1). Desse modo, os integrantes da turma Barão de Teffé puderam vivenciar este momento que foi marcante na carreira do nosso Patrono.

Daqui a 8 anos (06/06/2012), será possível observar o fenômeno novamente, mas apenas no hemisfério norte. Depois disso, só daqui a 105 anos (em 2117).

 

Fontes:

Atualizado em: 10/06/2004 Voltar |  Topo