Turma Barão de Teffé
Retorna à página principalRetorna à página principal

Discurso alusivo aos 30 Anos da Turma

CMG Linneu, aluno 1001 no CN em 1981 Foto: CMG Linneu

Angra dos Reis, RJ, em 12 de fevereiro de 2011.

Ao assumir o compromisso de ser o orador da turma nesse evento, muito me passou pela mente sobre o que dizer neste momento.

é certo que deveria servir-me de simples e poucas palavras, mas que pudessem expressar de maneira singular a emoção e felicidade que hoje inunda nossa alma, por estarmos comemorando expressivos 30 anos de ingresso na Marinha do Brasil.

Buscando inspiração para preparar esse discurso, deparei-me com um pensamento de Platão, que disse que “Grandes caminhadas começam com a decisão do primeiro passo”.

E assim, no ano de 1980, ou um pouco antes, demos o nosso primeiro passo, quando resolvemos prestar o concurso para o Colégio Naval. Quando fizemos esta opção estávamos cientes que muito teríamos que renunciar para alcançar nossos objetivos, mas o mais difícil seria abrir mão da companhia daqueles que tanto amávamos. Como foi difícil para nós!

Em 24 de dezembro de 1980 foi publicada no Jornal dos Sports a relação dos aprovados, dos calouros do Colégio Naval, e com sincero sentimento de agradecimento vimos o sorriso dos nossos parentes e amigos, inundados de um orgulho profundo.

Finalmente o grande dia. Em 09 de fevereiro de 1981 seguimos todos juntos para Angra dos Reis, em ônibus especialmente fretados para a ocasião. Durante a viagem o ambiente era o ambiente que se espera de um grupo de adolescentes, alguns inclusive com 14 anos de idade, em estado de euforia, num clima de descontração e otimismo. Alguns esperavam festas, confraternizações e churrascos característicos de início de curso, outros pretendiam deixar rapidamente as roupas no alojamento e sair para dar um mergulho.

Chegamos por volta do meio-dia, fomos recepcionados pela banda de música do Colégio, e com muito orgulho adentramos, pela primeira vez, os portões do Colégio Naval, que em pouco tempo descobrimos que eram os “portões de fogo”.

Na rigidez da rotina e entre “sugas”, “regatas”, “pingüins” e “peitômetros” formou-se então o embrião da nossa Turma, hoje Turma Barão de Teffé, composta inicialmente por 212 jovens, aos quais se incorporaram 4 REPs da turma de cima, a Turma Almirante Guilhobel.

Em um ambiente de profundo e intenso aprendizado passamos, juntos, 3 anos de nossas vidas.

Foram inúmeros estudos obrigatórios, acompanhados de noites mal dormidas estudando para as provas, paradas, formaturas, sempre separados de nossas famílias, mas a característica que sempre prevaleceu ao longo de todo esse período foi a união da nossa turma para superar os obstáculos, união esta que foi a semente de uma sólida e verdadeira amizade, que no ano de 1984 foi ampliada e reforçada com a chegada dos queridos “quebecs”, já na Escola Naval.

Meus amigos, se construirmos um prédio em formato de igreja e dentro dele não tivermos fé, ele nunca será um templo; se construirmos uma casa para morarmos e não reinar o amor dentro dela, ela jamais será um lar. Da mesma forma, se erguermos um prédio com formato de escola e não houver dentro dele, além de ensino e aprendizado, fortes valores de ética, hierarquia, disciplina, retidão, responsabilidade e companheirismo, ele jamais será uma escola militar.

E tanto no Colégio quanto na Escola fomos moldados dentro desse contexto, cultuando a cada dia esses valores, que hoje procuramos passar aos nossos filhos.

Este é o motivo de podermos estar hoje aqui reunidos, comemorando os 30 anos dessa maravilhosa jornada, que abrange centenas de colegas e suas famílias que passaram a fazer parte da história da turma Barão de Teffé ao longo de todo esse período, incluído-se aí também os companheiros que deram baixa da Marinha, preferindo ir em busca de outras metas, os que repetiram de ano, caindo de turma, os 5 que partiram deste mundo mais cedo do que gostaríamos, deixando muitas saudades, os 10 reformados e os 23 transferidos para a Reserva Remunerada.

E comemoramos não somente a vitória da chegada, mas de cada passo, cada minuto em direção ao alvo, afinal a viagem deve ser tão boa quanto o destino. E como foi boa esta nossa viagem até aqui! Difícil, é fato, mas maravilhosa!

Agradeço ao empenho dos membros da Associação da Turma Barão de Teffé em nos proporcionar esse evento, ao Comando do Colégio e sua tripulação, e a todos que contribuíram, direta ou indiretamente, para que aqui chegássemos, em especial as nossas queridas famílias.

Por fim, agradeço muito a Deus. Em vários momentos difíceis eu olhava para trás, e via sempre apenas duas pegadas, que achei que eram minhas. Hoje compreendo que na verdade não eram minhas, mas dele, que me carregava no colo nas horas que eu necessitava.

Obrigado a todos pelo carinho e amizade.

Parabéns TURMA BARãO DE TEFFé!!!

TUDO PELA PÁTRIA!!!

LINNEU BARTLETT JAMES NETO
Capitão-de-Mar-e-Guerra